Seu navegador não suporta javascript!
Ministério Público do Estado de Mato Grosso
Página Inicial
 
Intranet
Acessar Intranet
MP na Mídia
22.09.17 09h33
MPE aponta vícios formais
21.09.17 10h11
TJ mantém condenação de ex-prefeito Walace Guimarães
20.09.17 08h58
MPE pede bloqueio de bens de 3 deputados
20.09.17 08h54
Justiça condena João Emanuel a 13 anos
20.09.17 08h52
Justiça condena João Emanuel a 13 anos

Mais MP
Intranet
Acessar
Tamanho A A
NOTA DE ESCLARECIMENTO

MPE garante que interceptações telefônicas ilegais não passaram pelo Guardião do Gaeco e recomenda aos promotores 'pentefino' em processos oriundos do Núcleo de Inteligência da PM

Por ASSESSORIA DE IMPRENSA MP/MT
Sexta, 19 de maio de 2017, 14h36

Nenhum dos números de telefone apontados no relatório de inteligência da Polícia Militar, que foram grampeados indevidamente na Comarca de Cáceres e amplamente divulgados pela imprensa, passou pelo Guardião do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), nem mesmo em razão do Termo de Cooperação existente com a Polícia Militar. O levantamento foi realizado após requerimento efetuado pelo Procurador-Geral de Justiça, Mauro Benedito Pouso Curvo, com o intuito de esclarecer os fatos, assegurar a transparência e evitar especulações indevidas.

A Procuradoria Geral de Justiça informa ainda que, em parceria com a Corregedoria Geral do Ministério Público, encaminhou recomendação a todos os membros da instituição que atuam na área criminal para que realizem, no prazo máximo de 15 dias, levantamento de todos os procedimentos de interceptação telefônicas afetos à sua Promotoria de Justiça que tenham sido instaurados ou prorrogados com suporte em relatórios provenientes do Núcleo de Inteligência da Polícia Militar. O levantamento deverá contemplar todos os procedimentos em tramitação ou concluídos no período de 01/06/2014 até a presente data.

Na Recomendação, também foi estabelecido o prazo máximo de 60 dias para a efetivação de análise criteriosa dos relatórios policiais constantes desses procedimentos, de modo a identificar se os números de terminais telefônicos indicados nesses documentos fazem referência a indivíduos que efetivamente são suspeitos do cometimento das infrações penais apuradas.

No caso específico de Cáceres, a Corregedoria Geral do Ministério Público também adotou as providências cabíveis para esclarecimento dos fatos, inclusive a pedido do próprio promotor de Justiça que atuou no caso.

Ainda com relação às supostas interceptações ilegais, o Procurador-Geral de Justiça também encaminhou ofício ao Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, convidando-o a conhecer como funciona o sistema Guardião do Gaeco, visando garantir a necessária transparência nos procedimentos adotados pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado.

 
Compartilhe nas redes sociais
e-mail facebook twitter


Confira também:
25.09.17 17h18 » MPE esclarece que inquérito não busca exclusão de tarifa social em Cuiabá
25.09.17 17h09 » MPE denuncia deputado e requer perda de mandato por crime ambiental
25.09.17 15h07 » MPE sedia palestra sobre adoção responsável de animais e maus tratos
25.09.17 14h38 » Mais três números do MPE são constatados na lista da “Grampolândia”
25.09.17 10h31 » MPE e parceiros fecham lixão e cooperativa de catadores é criada
25.09.17 10h22 » MPE requer em ação que projeto de construção de aterro sanitário seja apresentado em 90 dias
25.09.17 08h11 » TJ acata recurso do MPE e decreta a indisponibilidade de bens de ex-prefeito de Rondonópolis
22.09.17 17h58 » Drones ajudam MPE a identificar e mapear danos ocorridos em Áreas de Preservação Permanente
21.09.17 17h52 » Procurador de Justiça em MT critica projetos de lei que pretendem liberar caça e sustar lista de animais em extinção
21.09.17 13h04 » Justiça suspende contrato de serviços de sonorização e locação de palcos após ação do MPE
21.09.17 10h56 » CSMP divulga lista de inscritos
20.09.17 17h55 » Justiça acata pedido do MPE e decreta indisponibilidade de bens de ex-prefeito
20.09.17 14h56 » Ministério Público de Mato Grosso do Sul sugere 12 projetos para compartilhamento
20.09.17 12h50 » MPE requer em ação repasse imediato de mais de R$ 300 mil em atraso para área da saúde
19.09.17 18h33 » Gaeco requer rescisão de delação concedida a advogado





youtube facebook facebook RSS







Galeria de Fotos
Mais Fotos
Entrevistas
O Ministério Público, a Rua e a Gente
Por Emanuel Filartiga Escalante Ribeiro Promotor de Justiça em São Félix do Araguaia
Mais Entrevistas
Buscar
Agenda e Eventos
V Curso sobre o Tribunal do Júri
Data: 06.10.2017 - 07.10.2017
Informações: (65) 3613-5174
Curso - Efetividade e Atuação Resolutiva do Ministério Público
Data: 19.10.2017 - 20.10.2017
Informações: (65) 3613-5144
Mais Agenda

Defender o regime democrático, a ordem jurídica e os interesses sociais e individuais indisponíveis, buscando a justiça social e o pleno exercício da cidadania.

» A Instituição » Teclas de Atalho » Corregedoria-Geral
» Acessibilidade » Projetos » Controle Interno
» Concursos » Departamentos » Gestão Ambiental - MP Sustentável
» Legislação » Licitações » Links
» Lotacionograma » Notícias » Órgãos Auxiliares
» Planejamento Estratégico » Portal Transparência » Procuradorias de Justiça Especializadas
» Publicações DOE » Todos Contra as Drogas » Terceiro Setor

Procuradoria Geral de Justiça

Rua Quatro, s/nº

Centro Politico e Administrativo - Cuiabá/MT

CEP: 78049-921

Fone: (65) 3613-5100


Sede das Promotorias de Justiça da Capital

Av. Desembargador Milton Figueiredo Ferreira Mendes, s/nº

Setor D - Centro Politico e Administrativo - Cuiabá/MT

CEP: 78049-928

Fone: (65) 3611-0600

Horário de atendimento ao público externo e protocolo: 08h às 18h

Ministério Público do Estado de Mato Grosso - Procuradoria Geral de Justiça