Seu navegador não suporta javascript!
Ministério Público do Estado de Mato Grosso
Página Inicial
 
Intranet
Acessar Intranet
MP na Mídia
15.12.17 13h41
MP apura Food Park que teria sido construído sem licença
15.12.17 13h40
Agentes suspeitos de agressão são demitidos
15.12.17 13h35
Justiça mantém prisão de acusados
15.12.17 13h32
Maurício Guimarães é condenado
14.12.17 10h44
CNMP arquiva caso contra procuradores

Mais MP
Intranet
Acessar
Tamanho A A
CURVELÂNDIA

Justiça acata pedido do MPE e proíbe venda de terrenos em loteamento irregular

Por JANÃ PINHEIRO
Quarta, 11 de outubro de 2017, 14h05

A Justiça acatou pedido do Ministério Público Estadual e concedeu liminar proibindo a venda, promessa de venda ou qualquer tipo de construção nos terrenos localizados em um loteamento que está sendo comercializado de forma irregular no município de Curvelândia (278 km de Cuiabá). Em caso de descumprimento da decisão judicial a pena de multa diária foi fixada no valor de R$ 1.000,00.

De acordo com a ação, ingressada pela 1ª Promotoria de Justiça Cível de Mirassol D´ Oeste, Claudinei Vilela, utilizou maquinários e servidores públicos para fazer o cascalhamento em um loteamento de sua propriedade particular. Além de utilizar a máquina pública em benefício próprio (fato que é objeto de ação de improbidade administrativa), o loteamento não possui autorização perante a prefeitura municipal.

Durante vistoria realizada na área foi constatada a demarcação de lotes com estacas de madeira, indicando a prática de parcelamento do solo, caracterizando a existência de um loteamento.

“Ao requisitar informações e cópia do requerimento de inscrição de loteamento do município de Curvelândia, aportou resposta, aduzindo a inexistência de quaisquer requerimentos ou outros documentos referente ao loteamento, confirmando a irregularidade do parcelamento de solo promovido pelo sr. Claudinei Vilela”, cita na ação o promotor de Justiça Leonardo Moraes Gonçalves.

O Ministério Público requisitou, ainda, esclarecimentos quanto às providências tomadas pela prefeitura a fim de cessar a conduta irregular, “sendo informado sobre a inexistência de quaisquer medidas por parte do ente municipal, em verdadeira omissão”.

Na ação, o promotor destaca que o proprietário da área realizou o parcelamento de solo e comprometeu-se em vender os imóveis de forma irregular, sem a autorização do poder público municipal e sem registro na matrícula do imóvel. “Inegável que o município de Curvelândia manteve-se inerte com a conduta do sr. Claudinei Vilela, não exercendo seu poder de polícia, agindo de forma omissa, sem proceder à devida fiscalização e punição do loteador irregular”.

Na decisão liminar, a juíza Henriqueta Fernanda Lima, destaca que “o loteamento está sendo construído em desacordo com a legislação específica que regulamenta o procedimento de parcelamento de solo, sem prévia regulamentação perante os órgãos competentes e com indícios de que já há lotes comprometidos a consumidores que desconhecem as irregularidades apontadas, o que pode trazer danos aos mesmos”, afirma a magistrada, que completa. “A omissão do município é evidente, pois, como bem se observa, a administração municipal não adotou providências concretas para resolver o problema narrado, tendo alegado apenas o desconhecimento dos fatos denunciados”.

 
Compartilhe nas redes sociais
e-mail facebook twitter


Confira também:
15.12.17 14h21 » Projeto “Bom na Escola, Bom de Bola” estimula estudantes com bom desempenho escolar
15.12.17 14h15 » MPE passa a contar com novo Portal a partir de segunda-feira (18)
14.12.17 17h53 » CSMP divulga lista de inscritos
14.12.17 15h46 » Encontro do MPE reúne membros e servidores para discutir o uso da tecnologia no aprimoramento da instituição
13.12.17 18h32 » Procurador-geral recebe medalha 'Homens do Mato'
13.12.17 17h37 » MPE e Procon notificam agências bancárias para que cumpram à legislação e atendam corretamente os clientes
13.12.17 14h22 » MP/MT promove Encontro Estadual nesta quinta e sexta-feira
13.12.17 08h46 » Rede de Proteção a Pessoas em Situação de Violência lança guia de serviços
13.12.17 07h48 » Palestra aborda mudanças na Lei que trata crimes militares
12.12.17 18h05 » Conselho Superior do Ministério Público divulga nove editais
12.12.17 17h34 » Conselho Superior do Ministério Público divulga resultado dos editais 303 e 304
12.12.17 14h49 » Instituições promovem qualificação para ensinar técnicas de recuperação de áreas degradadas nas margens do Rio Vermelho
12.12.17 13h59 » Justiça acata pedido do MPE e decreta indisponibilidade de bens de ex-prefeito e mais quatro pessoas
12.12.17 13h53 » Após descumprir TAC, JBS terá que devolver área ao Município
12.12.17 13h21 » Justiça decreta indisponibilidade de bens de ex-prefeito que não pagou conta de energia





youtube facebook facebook RSS









Galeria de Fotos
Mais Fotos
Entrevistas
Entrevistas
Buscar
Agenda e Eventos
Audiência Pública - Sorriso
Data: 12.03.2018
Informações: 066 3544 3994
Mais Agenda

Defender o regime democrático, a ordem jurídica e os interesses sociais e individuais indisponíveis, buscando a justiça social e o pleno exercício da cidadania.

» A Instituição » Teclas de Atalho » Corregedoria-Geral
» Acessibilidade » Projetos » Controle Interno
» Concursos » Departamentos » Gestão Ambiental - MP Sustentável
» Legislação » Licitações » Links
» Lotacionograma » Notícias » Órgãos Auxiliares
» Planejamento Estratégico » Portal Transparência » Procuradorias de Justiça Especializadas
» Publicações DOE » Todos Contra as Drogas » Terceiro Setor

Procuradoria Geral de Justiça

Rua Quatro, s/nº

Centro Politico e Administrativo - Cuiabá/MT

CEP: 78049-921

Fone: (65) 3613-5100


Sede das Promotorias de Justiça da Capital

Av. Desembargador Milton Figueiredo Ferreira Mendes, s/nº

Setor D - Centro Politico e Administrativo - Cuiabá/MT

CEP: 78049-928

Fone: (65) 3611-0600

Horário de atendimento ao público externo e protocolo: 08h às 18h

Ministério Público do Estado de Mato Grosso - Procuradoria Geral de Justiça