LUTO

Ministério Público de Mato Grosso sofre perda irreparável com morte de procuradora

por DA ASSESSORIA

quinta-feira, 12 de julho de 2018, 10h41

A procuradora de Justiça do Ministério Público do Estado de Mato Grosso, Maria Ângela Veras Gadelha de Souza, 57 anos, faleceu na manhã desta quinta-feira (12), no Hospital da Beneficência Portuguesa Mirante, em São Paulo. Ela lutava há alguns anos contra um câncer. O corpo da procuradora será transladado para Cuiabá, onde será velado, a partir das 9 horas desta sexta-feira (13), na sede da Procuradoria Geral de Justiça, no Centro Político Administrativo. O cortejo para o sepultamento sairá às 15h30 para o Cemitério Bom Jesus de Cuiabá.

O procurador-geral de Justiça, Mauro Benedito Pouso Curvo, lamentou profundamente a morte da procuradora. “Uma guerreira que lutou bravamente pela vida. Assim posso definir Maria Ângela. Mesmo diante de todas as dificuldades enfrentadas ela jamais perdeu a alegria de viver. Muito pelo contrário, sempre se manteve otimista e na certeza de que venceria a batalha. Perdemos um ser humano maravilhoso, uma amiga e uma profissional brilhante, que nunca mediu esforços para desempenhar seu trabalho. O Ministério Público de Mato Grosso fica sem uma grande e competente profissional. Aos familiares desejo meus mais sinceros sentimentos neste momento de dor”.

Maria Ângela nasceu em São Luiz do Maranhão no 31 de outubro de 1960 e formou-se em Direito, pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) no dia 26 de setembro de 1986. Passou no concurso para o Ministério Público do Estado de Mato Grosso onde tomou posse no dia 16/03/1990, iniciando seus trabalhos no dia 19/03/1990 na Comarca de Nobres, começando aí uma grande trajetória profissional.

No dia 08/08/1990 ela entrou em exercício na Promotoria de Justiça de Várzea Grande, onde permaneceu até ser promovida ao cargo de Procuradora de Justiça, no 20/02/2009.




Compartilhe nas redes sociais
facebook twitter
topo